O que é a literatura além de um exercício de empatia? Viramos páginas conhecendo da vida de cada personagem. As frases compostas de letras se juntam até se formar pessoas reais em meio ao trabalho de ficção. Tal exercício foi realizado durante a leitura deste suspense nacional. 

Enquanto conhecemos os protagonistas e os envolvidos no caso, procuramos entender o responsável pelo crime capaz de chocar os investigadores presentes no romance e os leitores desta história. 

O Riso da Morte foi publicado na Amazon em 2018. Acompanha em terceira pessoa a história dos detetives John Hale e Payne Hastings, e é o primeiro volume da série de livros protagonizados por essa dupla. Este livro aborda a investigação de assassinatos cujas vítimas perdem a vida com um sorriso estampado no rosto… Através dos cortes de seus lábios. 

O Riso da Morte - capa

Débora de Mello é autora e designer. Divide suas atividades entre a escrita desta série que está apenas começando e o design de capas para livros. 

Ninguém conhece ninguém, afinal

John Hale recebe uma nova parceira de trabalho. A detetive Payne Hasting demonstra desde o começo seu posicionamento firme e ousadia. Ambos têm o mesmo tempo de experiência, só que uma sempre troca de trabalho por problemas pessoais com colegas, e o outro mantém o mesmo posto, com parcerias pouco duradouras desde o início da carreira. 

O primeiro caso desta parceria é do assassinato de um filho adotivo do juiz da cidade. Conforme o caso prossegue, mais pessoas são envolvidas, a ponto de chegar até em pessoas próximas de um dos detetives. 

Destaca-se a personalidade bastante desenvolvida em cada personagem. Os conflitos de ideias combinam com o estilo de cada personagem e causam discussões interessantes não apenas na investigação, mas na interação dos envolvidos. 

As diferenças a serem toleradas (com dificuldade) entre os dois protagonistas são uma dinâmica interessante de testemunhar. Sendo o primeiro volume de muitos por vir, serviu para apresentar muito bem os detetives enquanto a investigação prosseguia. De qualidades, vícios e intimidades distintas; reconhece-se dois humanos com suas vidas normais em meio ao caso misterioso e bizarro. 

Um sorriso. Um Tiro. Mais um corpo caiu. 

Senti-me num labirinto durante a investigação. A história me conduzia a um dos caminhos possíveis na minha frente, depois permaneci por um momento diante dos novos caminhos com as afirmações apresentadas no enredo, então o livro me direcionava a um caminho onde aparecia mais alternativas a frente. 

É raro eu tentar adivinhar o culpado nos livros de suspense, costumo me deixar levar até a conclusão da investigação. Neste caso foi diferente porque eu reconheci os personagens a partir de suas falas e comportamentos, e assim fiquei motivado a arriscar quem não era tão verdadeiro.

Eu deduzi o principal responsável a partir desta minha motivação, e acertei. Mas como disse no parágrafo anterior, a história me moveu para que eu tivesse dúvidas sobre o culpado até a sua revelação, sempre mostrava novos caminhos por onde o labirinto deste livro poderia enganar. 

Descubra de tudo um pouco sobre a dupla de detetives H. (confesso que seus sobrenomes me confundem por ambos começarem com a mesma letra), vislumbre o andamento dos assassinatos com sorrisos antes da morte, e espere pelas próximas aventuras de Hale e Hastings, cujos personagens são mais realistas do que as pessoas do seu bairro! 


Links Externos

Livro na Amazon

Página da autora no Facebook

 

Comentários