O primeiro semestre do ano chega ao fim e tenho motivos para ficar animado. Li quarenta livros nesta primeira metade do ano, e agora tenho a chance de compartilhar quais foram as minhas leituras favoritas do ano até agora! Muitos livros me impressionaram neste ano, cujas qualidades até dificultaram na hora de escrever a resenha, por sintetizar os melhores pontos na análise e mantê-la concisa na leitura.

Antes de listar minhas melhores experiência de leituras, devo fazer algumas observações. Primeiro é que este ano eu comecei a colaborar no Ficções Humanas com resenhas também. Os livros analisados por lá foram desconsiderados na classificação deste blog, pois pretendo fazer a lista com as melhores leituras dedicadas aos Ficções no fim do ano. O outro detalhe é de ainda haver livros lidos por mim com resenha não publicada, então esses concorrerão no segundo semestre de 2019.

Preparado? Confira quais obras chamaram a minha atenção!

10 – A Arte de Escrever

A Arte de Escrever - Resenha

Começando com a seleção de ensaios sobre a escrita do filósofo alemão Arthur Schopenhauer. As críticas afiadas são pertinentes até hoje, séculos após da concepção das mesmas. Quando digo pertinentes, é longe de abaixar a cabeça diante de toda análise ríspida disponível neste livro, na verdade é útil a refletir e debater quais pontos continuam relevantes mesmo hoje. Assim fiz no blog Ficções Humanas ao escrever o artigo sobre a importância das traduções frente as críticas de Schopenhauer dispostas neste livro.

9 – Medo Clássico – Edgar Allan Poe Vol. 1

Edgar Allan Poe: Medo Clássico Vol. 1 — Resenha

Outro autor que “vive” por séculos graças aos textos. Edgar Allan Poe é famoso pelos contos de terror e suspense, é possível termos a amostra de sua qualidade por meio desta coletânea preparada pela editora Darkside, reunindo três contos em cada um dos cinco temas, o poema The Raven junto com as traduções de Machado de Assis e Fernando Pessoa, além de conteúdos exclusivos desta edição com homenagens ao autor.

8 – Mago e Vidro

Mago e Vidro - resenha

O quarto volume da saga Torre Negra entra na classificação das melhores leituras. O livro retrocede na linha do tempo e conta uma passagem importante na vida de Roland, esta essencial para compreender o que espera dos personagens acompanhados do Pistoleiro na jornada à Torre Negra. Este calhamaço de ótimo conteúdo é excelente na construção de personagens e por levar a história adiante.

7 – Ordem Vermelha: Filhos da Degradação

Ordem Vermelha: Filhos da Degradação - resenha

Olha o livro brasileiro provando a capacidade de estar entre os melhores! Filhos da Degradação é o primeiro volume da duologia Ordem Vermelha, fantasia épica elaborada por Felipe Castilho com um excelente time de edição por trás. A história conta sobre o domínio opressor na cidade de Untherak, cuja soberana é a deusa Una. Os protagonistas são diversos quanto a origem e objetivo, mas todos se unirão sob a tutela de Aparição.

6 – A Pirâmide Vermelha

A Pirâmide Vermelha - resenha

Saímos da história dominada por uma deusa e entramos nesta aventura cheia de divindades egípcias! A Pirâmide Vermelha é o início da trilogia As Crônicas dos Kane, uma das várias sagas escritas pelo Rick Riordan, escritor famoso pelas histórias baseadas na mitologia e com protagonistas adolescentes. A Pirâmide Vermelha acerta em tudo, com ótimas cenas de ação e descrições da cultura e mitologia retratada neste trabalho. O segundo volume deixou a desejar quanto ao conteúdo mitológico, motivo do primeiro volume merecer o destaque.

5 – Para Ler Como Um Escritor

Para Ler Como Um Escritor - resenha

Começo a listar a segunda metade das melhores leituras com outro livro técnico. Para Ler Como Um Escritor propõe a realizar a leitura atenta enquanto a autora Francine Prose compartilha as experiências e aprendizado dela nos trechos de obras disponíveis ao longo de todo o livro. É possível aproveitar muito desta leitura para aprimorar a própria escrita, e a edição brasileira tem o bônus com conteúdo dedicado à leitura da literatura brasileira quanto as particularidades dos textos produzidos aqui.

4 – A Revolução dos Bichos

Este clássico está cheio de sátiras e críticas pontuais a determinado regime totalitário, muitas pertinentes a qualquer governo suscetível a mesmas falhas, independente de viés ideológico. De linguagem simples, funciona como uma fábula em que os animais de determinada fazenda representa a população do país criticado. A progressão dos eventos impressiona mesmo ao saber o desfecho da obra, por acompanhar toda a construção do enredo até a conclusão da história.

3 – Fahreinheit 451

Fahrenheit 451 - Melhores XPs

Este livro quase atingiu o primeiro lugar desta lista, confesso que eu gostaria de colocá-lo ali devido ao impacto de enxergar a atualidade nesta distopia escrita na primeira metade do século XX. Fahrenheit 451 fala da decadência no interesse por livros em troca da assimilação espontânea de conteúdo. As consequências desta realidade só são vistas ao enxergar além do habitual, e quem consegue descobre o quão perturbador pode ser. O livro tem falhas, o autor força o seguimento do enredo ao demonstrar o argumento do romance, este que todos deveriam dar a chance de conferir antes de vivermos algo paralelo a esta distopia.

2 – Araruama – O Livro das Sementes

Araruama: Livro das Sementes - Melhores XPs

Já disse neste blog como eu adoraria ver algum livro brasileiro no topo das minhas leituras favoritas, e O Livro das Sementes chegou perto. O primeiro volume de Araruama me impressionou pela qualidade de escrita do Ian Fraser, por conseguir mesclar o idioma da civilização retratada com a nossa linguagem e criar expressões singulares ao longo da leitura. A escrita é rica em significado e linda no ritmo. Ainda devo a leitura da continuação que foi sucesso no financiamento coletivo ano passado, e quero me impressionar outra vez com o texto deste escritor.

1 – Duologia Semente da Terra

Duologia Semente da Terra - Melhores XPs

O primeiro lugar não fica com apenas um livro, mas dois! A Parábola do Semeador e A Parábola dos Talentos se igualam em qualidade e entregam a história emocionante de Lauren Olamina. A distopia mostra a especulação de um futuro próximo e transtornado pela crise ambiental que levou a problemas sociais e políticos. Narrado em forma de diário da protagonista, explicita cada dificuldade passada por Lauren, cenas violentas e difíceis de testemunhar, choca os leitores menos sensíveis. Os livros da Octavia E. Butler demoraram a chegar no Brasil, esta duologia publicada nos anos 90 só chegou aqui no ano passado, pelo menos chegou na melhor hora, pois muitas situações mostrados nos dois livros refletem em nossa realidade, inclusive brasileira.

Menções Honrosas

Fica aqui a menção de excelentes livros tal como os dez acima:

Primeira Edição da Revista A Taverna: uma excelente iniciativa do blog de literatura fantástica A Taverna que soube escolher muito bem os cinco contos presente nesta pequena antologia;

Crônicas de Espada e Feitiçaria: outra antologia fantástica, esta com grandes nomes da literatura mundial, alguns com obras indisponíveis até então no Brasil;

Homo Deus: A continuação de Sapiens traz muitas reflexões sobre a evolução da ciência e tecnologia atual e de como isso pode afetar o futuro.


Ufa! A lista chega ao fim. Agora resta aguardar o fim do ano, onde terá mais dez livros selecionados no segundo semestre e no fim listo quais desses entrarão na lista definitiva de melhores XPs Literários do ano de 2019. Conhece todos os livros citados? Recomenda algum fora desta lista? Fique à vontade e fale de suas próprias experiências de leitura!

Comentários