Dentre as criaturas horripilantes das histórias de terror, zumbis estão entre os mais lembrados. Presentes em série, num dos mais recentes lançamentos da plataforma Playstation e do clássico da ficção científica Eu Sou a Lenda a muitos, inúmeros outros exemplos de trabalhos autorais. Este livro propõe um contexto original e bem humorado, o de permanecer vivo no meio da hordas de zumbis… Com a sua mãe.

Como Sobreviver ao Apocalipse Zumbi Com a Sua Mãe é o título de livro mais longo trazido neste blog até o momento. Publicado em 2019 por John Miller, é a história de sobrevivência do adolescente Edmílson em meio ao apocalipse zumbi junto com a mãe Ana e o tio Déco.

“Minha mãe nunca foi boa dando notícias ruins”

Ninguém sabe como a epidemia de zumbis aconteceu, Edmílson até tenta inventar uma introdução entre os clichês das histórias vistos na tevê, e logo desiste. Com o conhecimento adquirido em horas de seriados e filmes — sem garantia das situações apresentadas na tela condizer com a realidade desta história — Ed compartilha seu aprendizado com a mãe Ana que mal consegue pronunciar a palavra zumbi e ao tio Déco, irmão mais novo de Ana.

Dona Ana mantém o pulso firme na educação de Ed, além de exagerar nas preocupações de mãe coruja; comportamento retratado com sarcasmo pelo filho. Buzinas chamam a atenção da casa de Ed, vindas do pálio vermelho rodeado pelos zumbis na rua. O garoto coloca os conhecimentos das séries em cheque na hora do resgate, desencadeia outros eventos e trazem ameaças mais complicadas do que as hordas de mortos-vivos.

“Parece um plano promissor, mas eu aprendi a não confiar em planos infalíveis”

Narrado pelo próprio Ed, capítulos pequenos contam dos perigos enfrentado pela família enquanto tenta conviver com a própria. Crises de relacionamentos revelam ótimos momentos de humor pelas provocações de Ed nas situações comuns entre mãe e filho em meio ao perigo nada ordinário. O gosto por séries e filmes pelo protagonista reflete na citação de referências aos últimos lançamentos populares e das obras mais comuns focadas nessas criaturas.

Como já disse, os capítulos são pequenos, bem como os parágrafos, e o livro… A narrativa consiste em contar os acontecimentos em sequência, e tudo acontece rápido demais. Oferece poucos detalhes da situação atual e já avança ao próximo evento, ao próximo capítulo. Alguns eventos e falas clichês também aceleram a narrativa, pois é algo comum e portanto rápido de assimilar. Isso garante uma leitura dinâmica, simples e rápida; bem como apressada. Poderia ter dado mais espaço a interação entre os personagens, explorar mais da visão de cada pessoa envolvida na trama antes de dar o desfecho. Alguns diálogos têm explicações com verbos de dizer que repetem a informação já dada na fala, era possível tirar a maioria e evitar a redundância.

Como Sobreviver ao Apocalipse Zumbi com a Sua Mãe traz o terror dos comedores de cérebro numa trama YA bem humorada e ágil. Muitos perigos ameaçam Ed e família, mas a pressa em mostrá-los restringe a qualidade da história apenas devido ao bom humor da relação materna, pois os momentos de tensão ocorrem e logo se resolvem, enquanto o clássico amor de mãe permanece e pelo menos é bem representado neste livro.

“Que cena linda. Pena estarmos cercados de monstros e sujos de entranhas podres”

Como Sobreviver ao Apocalipse Zumbi com a Sua Mãe - capaAutor: John Miller
Ano de Publicação: 2019
Publicação Independente
Quantidade de Páginas: 139

Confira o livro

Comentários