Os aspirantes a escritores possuem dificuldade em ter uma orientação sobre a carreira no Brasil. Não existe formação nesta atividade, limitando-se a cursos de oficina literária ou com abordagens objetivas e por vezes restritas, quando comparados aos cursos de graduação. 

Fica ainda pior quando indivíduos não buscam informações sobre técnicas e teorias de escrita, sequer leem outros livros que contribuiriam o vocabulário e repertório de ideias ou que demonstra o quanto a “ideia original” do aspirante não é tão exclusiva ou quem sabe não aceita pelos leitores que pretendem alcançar. 

Felizmente os materiais didáticos e informativos sobre a escrita estão cada vez mais acessíveis em diversos formatos e plataformas. Seja podcasts, canais de YouTube ou blogs, muitos com conteúdo gratuito que podem mostrar o caminho das pedras aos aspirantes, além de dar dicas com tópicos específicos. Mas neste post eu destaco um livro de abordagem ampla sobre a escrita e a literatura. 

Como Funciona a Ficção foi publicado em 2006, cujo conteúdo é exposto em linguagem acessível àqueles que desejam conhecer os aspectos da escrita sob um olhar profissional literário. 

Como Funciona a Ficção - capa

James Wood é crítico literário com carreira ampla na área. Resenhista de jornais internacionais de destaque como The New Yorker e professor na Universidade de Harvard. 

É instrutivo ver bons escritores cometendo erros

Depois de uma breve introdução, o livro já começa a discorrer o assunto sem devaneios. A abordagem fica mais direta através das divisões ao longo do tema, a maioria de poucas linhas ou parágrafos.  

Essas divisões, por outro lado, não fragmentam o conteúdo do livro. O próprio autor deixa claro que ao abordar um tópico já atrai os demais, e de fato se analisa todo o contexto literário por mais que o capítulo seja sobre um aspecto em específico. 

As análises e informações expostas no livro são discutidas a partir de diversos trabalhos de escritores, seja do inglês Shakespeare, do russo Tolstói, do francês Flaubert e até do português Saramago. A ampla bibliografia é citada no fim do livro, e acredito que ao ler alguma das obras citadas, se fará uma análise tal como Wood fez depois de aproveitar o material de Como Funciona a Ficção. 

Não são “irrelevantes”; são significativamente insignificantes

Não irá encontrar dicas práticas sobre a metodologia da escrita, pois a discussão se foca no quê a literatura se formou conforme os trabalhos literários.  

Ninguém conseguirá se tornar escritor consultando apenas uma fonte, mas Como Funciona a Ficção é uma dessas fontes excelentes para conhecer o que o profissional se propõe a criar através da escrita dentre outros trabalhos complementares ou complementado por esta.

Comentários